quarta-feira, 4 de maio de 2022

 

Tubarão prepara decreto de situação de emergência e mobiliza toda estrutura para a Defesa Civil

Na prefeitura, o prefeito Joares e o vice-prefeito Caio Tokarski reuniram todo o secretariado para encaminhar algumas medidas

Divulgação

As fortes chuvas que atingiram Tubarão e várias outras regiões, nesta terça-feira (3), levaram o município a preparar um decreto de situação de emergência e colocar toda a estrutura física e pessoal à disposição da Defesa Civil para auxiliar a população. Para esta quarta-feira (4), a prefeitura e outras instituições consideram a hipótese do Rio Tubarão transbordar em algumas áreas, o que exigiria a remoção de famílias de áreas de risco para abrigos públicos.

Todas as decisões tomadas e cenários avaliados se deram no fim da tarde em uma reunião na sede da Defesa Civil do Estado em Tubarão. Participaram o prefeito Joares Ponticelli, o gestor-coordenador de Proteção e Defesa Civil do município Djalma Alves e integrantes da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Exército e Departamento de Administração Prisional (Deap). O grupo considerou o volume de 150mm de chuva desta terça-feira e a previsão de precipitação ainda maior para esta quarta e quinta-feira (5).

Na prefeitura, o prefeito Joares e o vice-prefeito Caio Tokarski reuniram todo o secretariado para encaminhar algumas medidas.

“A prioridade é salvar vidas, proteger a população. E para isso estamos colocando toda a estrutura do município à disposição da Defesa Civil para essa missão. Os serviços essenciais continuarão funcionando, mas em primeiro lugar vamos cuidar da vida e da segurança das pessoas. Quem sentir que está correndo perigo pode se abrigar na casa de familiares”, destacou o prefeito.

Em caso de necessidade, a Defesa Civil vai encaminhar as famílias ameaçadas por alagamentos ou desalojadas ao ginásio de esportes Paulo Jacob May, no Humaitá de Cima, ou na Arena Multiuso Prefeito Estêner Soratto da Silva. Ao todo, o município tem 12 locais mapeados para servirem de abrigo. As autoridades pedem que as pessoas acionem a Defesa Civil e/ou o Corpo de Bombeiros Militar através dos telefones 199 e 193, respectivamente, para as orientações e os devidos encaminhamentos.

A prefeitura também já agilizou encaminhamentos com fornecedores para ter à disposição: lonas, telhas, madeiras, produtos de limpeza e outros itens para auxiliar as famílias que possivelmente tenham sofrido prejuízos ou danos materiais com as chuvas e alagamentos.

Alagamentos

Ao longo da tarde desta terça-feira (3) a chuva causou alagamentos em várias partes da cidade. Na área urbana o ponto mais crítico foi no Humaitá. A avenida Padre Geraldo Spettmann e as ruas próximas ficaram alagadas devido a um problema em uma das bombas do sistema de macrodrenagem, o que foi solucionado à tarde.

No início da noite a Geraldo Spettmann ficou intransitável, e os veículos foram obrigados a seguir pela rua Roberto Zumblick. Isso gerou um transtorno a quem precisava atravessar para a margem direita pelas pontes Nereu Ramos e Heriberto Hülse. Na localidade da Madre também houve registros de alagamentos, mas sem interromper totalmente alguma via.

Alerta de transbordamento do Rio Tubarão

A Defesa Civil acredita que pontos da Madre, Bom Pastor, São João, Guarda e Fábio Silva são os mais vulneráveis e que podem ser atingidos inicialmente por um possível transbordamento do Rio Tubarão.

Abertura da barra do Camacho

As autoridades do município intercederam junto aos responsáveis pelas obras de abertura da barra do Camacho, em Jaguaruna, que essa intervenção fosse feita de modo emergencial. Com a barra aberta, parte das águas do Rio Tubarão que seguem para a lagoa do Camacho teriam uma saída para o mar, o que ajudaria e minimizar o risco de alagamentos.

Combate às fake news

As autoridades do município pedem à população que evitem o compartilhamento de notícias de origem duvidosa ou falsas (fake news). Por isso, a melhor maneira de se informar com segurança é através dos canais oficiais da prefeitura ou veículos de imprensa com credibilidade já reconhecida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário