Menu

quarta-feira, 25 de maio de 2022

 




Júri em Tubarão condena réu a 12 anos de prisão por homicídio em bar 


O Tribunal do Júri da comarca de Tubarão, em sessão na última quinta-feira (19/5), condenou um homem por homicídio qualificado a 12 anos de reclusão. O crime aconteceu em janeiro de 2008, no Bairro São João, na cidade-sede da comarca.

Segundo a denúncia do Ministério Público, o denunciado e a vítima eram colegas de trabalho e estavam, juntamente com outras pessoas, se divertindo, jogando sinuca e ingerindo bebidas alcoólicas em um bar. Posteriormente com a entrada de pessoas desconhecidas no local, o réu se retirou e retornou na posse de uma faca de cozinha e discutiu verbalmente com a vítima. Ao perceber a movimentação, o proprietário do estabelecimento finalizou suas atividades, momento em que a vítima solicitou uma garrafa de cerveja para consumi-la em casa. Quando a vítima estava com a garrafa em mãos, o denunciado a empurrou pelas costas, vindo a derrubá-la no chão, e desferiu diversos socos contra ela. Com a ação de terceiros, a vítima conseguiu se levantar para sair do local quando foi atingida, novamente de surpresa, com cinco facadas pelas costas e que foram a causa efetiva da sua morte.

Na sessão de julgamento, presidida pelo juiz Guilherme Mattei Borsoi, titular da 1ª Vara Criminal da comarca, o Conselho de Sentença reconheceu que o homicídio foi praticado mediante recurso que dificultou a defesa da vítima. O homem foi condenado a 12 anos de reclusão, em regime inicial fechado, e teve negado o direito de recorrer em liberdade. O réu não compareceu à sessão de julgamento, mesmo tendo sido intimado, e pelo não comparecimento e demonstrando grave risco à aplicação da lei penal, o magistrado determinou a imediata expedição de mandado de prisão. Cabe recurso da decisão ao TJSC

Nenhum comentário:

Postar um comentário