quarta-feira, 9 de junho de 2021

Chuva provoca estragos, alagamentos e deslizamentos em Imbituba, Laguna, e Imaruí, onde o muro de pedra de uma casa desabou


 Imbituba , Imaruí, Laguna e Tubarão, assim como muitos municípios de Santa Catarina, foram afetados pelas volumosa chuva que cai desde a madrugada e intensificou-se no início da manhã desta quarta-feira (9), combinada com ressaca e maré alta. 


Em Imbituba, há relatos de muitos estragos, em diversos pontos do município. Na entrada do bairro Vila Esperança os fortes ventos e o temporal danificaram o El Coyote (foto abaixo), mas a situação não é diferente em outros pontos da cidade. 


Em Imaruí, foram registrados diversos pontos de alagamentos, deslizamentos e desabamentos de edificações, que deixaram ruas interditadas pelas terras e pedras que cederam dos morros e pessoas desabrigadas, além de muitos prejuízos a comerciantes que tiveram lojas, principalmente às margens da Lagoa, tomados pela água. 


No morrinho da Bairro Prainha, um muro de pedras maciças de uma residência desabou com um deslizamento de terra obstruindo totalmente a estrada que recorta a lagoa. No Mercado Público, quase todos os boxes de comerciantes ficaram alagados, à margem da Lagoa do Imaruí.


Nas redes sociais da Prefeitura, uma nota afirma que “O Prefeito Patrick Corrêa, a Defesa Civil e toda a equipe da Secretaria de Obras estão fazendo um levantamento dos estragos”.


“Infelizmente, as chuvas causaram muitos danos, gerando transtornos aos moradores. As equipes da Assistência Social e Saúde, estão realizando uma força tarefa para dar suporte, cadastrar todas as famílias afetadas e assim enviar aos órgãos competentes. O Prefeito Patrick pede muita calma nesse momento difícil e salienta que toda a administração está auxiliando em todas as regiões do município", afirma a nota.


FORÇA TAREFA DO CORPO DE BOMBEIROS DE PRONTIDÃO EM IMBITUBA

Em nota divulgada no início da tarde desta quarta-feira, o comando do 8º BBM informou que entre a noite de terça e a madrugada desta quarta-feira "foram atendidas 33 ocorrências relacionadas ao evento climático em questão, abrangendo resgate e salvamento de pessoas em áreas alagadas, cortes de árvores caídas sobre residências e vias públicas e apoio às Defesas Civis Municipais". O comando do Corpo de Bombeiros informou ainda que durante a manhã desta quarta, foi acionada ama  Força Tarefa para prestar apoio às comunidades dos municípios mais afetados. A Força-Tarefa 08, assim nominada,  encontra-se em prontidão no município de Imbituba.


Laguna

Todos os bairros de Laguna foram afetados de alguma forma pelas fortes chuvas, segundo o coordenador da Defesa Civil do município, Paulo Sérgio Ribeiro. “A cidade está debaixo d`água. É muita chuva em pouco espaço de tempo. Em Bentos, será feita a abertura de uma vala para escoar melhor a água. Ali próximo também houve deslizamento de terra. Estamos indo agora pela manhã no bairro Nova Fazenda, onde também tem registro de alagamentos”, relata Paulo Sérgio.


Vídeos gravados por moradores e postados nas redes sociais mostram a força da água invadindo estradas e até casas, principalmente em Bananal, Figueira, Ribeirão e Ribeirão Pequeno. "O ônibus que segue até Ribeirão Pequeno já não consegue mais passar pelo Morro Grande. As pessoas estão tendo de descer e ir a pé para casa", afirmou uma moradora ao Sul Agora.


“Estamos trabalhando em parceria com outros órgãos da prefeitura e com o Corpo de Bombeiros. Ainda na manhã desta quarta, precisamos retirar 10 funcionários de uma creche de Cabeçuda porque a água estava invadindo a unidade. Todos foram levados para um local seguro e não havia crianças ali hoje”, conta Paulo Sérgio.



Tubarão

Em Tubarão, foram registrados alagamentos e deslizamentos em diferentes bairros de Tubarão. Segundo Djalma Alves, coordenador da Defesa Civil, três famílias precisaram sair de suas casas por conta dos alagamentos. Os bombeiros informaram que as famílias são dos bairros Recife, Humaitá de Cima e São João Margem Direita.


“Elas foram socorridas pelos bombeiros durante a madrugada e levadas para a casa de parentes. O volume de chuva durante a noite foi grande e o sistema de drenagem não deu conta. Vale ressaltar que são alagamentos pontuais e a situação não é considerada grave”, explica Djalma.


Ainda na madrugada, um deslizamento de terra foi registrado na estrada geral do Rio do Pouso. Funcionários da secretaria de Agricultura já foram acionados para liberar a via, retirando terra e pedras que caíram por conta das chuvas.


ESTADO: CHUVAS DEIXAM TRÂNSITO CAÓTICO EM DIVERSOS MUNICÍPIOS

 

Os estragos causados pelas chuvas deixaram o trânsito interditado em várias cidades de Santa Catarina. Há registro de ocorrências em ao menos 10 cidades da Grande Florianópolis, Vale do Itajaí e Litoral Norte.


As prefeituras e a Defesa Civil trabalham para desbloquear ruas, retirar moradores das residências afetadas e contabilizar os prejuízos. Não há registro de feridos.


Canelinha é uma das cidades mais afetadas pela chuva. Até o início da manhã, 17 pessoas foram resgatadas por conta dos alagamentos em vários bairros. Foram registrados também deslizamentos e queda de postes. Os desabrigados estão sendo levados para uma estrutura montada pela prefeitura.


Por conta dos problemas causados pela chuva, a prefeitura cancelou as aulas na rede municipal e o fornecimento de energia e água estão interrompidos. Das 5.405 unidades consumidoras na cidade, 2.724 estavam sem luz às 7h35.

Nenhum comentário:

Postar um comentário