sábado, 27 de fevereiro de 2021

Embaixada da Itália no Brasil recebe livros editados pelo CulturAnita

Durante o roteiro de visitas a órgãos federais e autoridades governamentais em Brasília nesta semana, o diretor do Instituto Cultural Anita Garibaldi (CulturAnita), Adílcio Cadorin entregou cópias dos livros Anita: Guerreira das Repúblicas e da Liberdade e Dois Mundos e Uma Rosa para Anita à Embaixada da Itália no Brasil. A visita foi nesta quinta-feira, 25.

Os livros foram recebidos pelo ministro conselheiro Fernando Paladini Oneto di San Lorenzo, que representou o embaixador. Após essa visita, ficou acordado que será feita uma comunicação ao Ministério dos Bens Culturais da Itália para que o governo italiano possa intensificar sua participação nos eventos do Bicentenário de Anita Garibaldi. A reunião foi acompanhada pelo deputado federal Coronel Armando, de Santa Catarina, e pelo general Humberto Madeira, chefe de gabinete, que intermediaram o encontro.

O projeto prevê a realização de eventos em todas as cidades catarinenses, gaúchas, uruguaias, italianas e de San Marino, que têm relação com a trajetória da Heroína dos Dois Mundos, nascida em 1821. A intenção é promover eventos comemorando a memória da personagem histórica em 2021.

A iniciativa foi gerada a partir de um convênio internacional celebrado entre o Museu Renzi, de Borghi (Itália), que é representado por Andrea Antonioli e Gianpaulo Grilli e o CulturAnita. Todo o projeto tem como símbolo uma rosa criada pelo botânico italiano Giulio Pantoli (morto em 2018), que se inspirou na figura da heroína para desenvolver a rosa.

Na Itália, os direitos de reprodução da rosa estão com o Museu Renzi, que franqueou autorização para que o CulturAnita pudesse clonar e distribuir o híbrido no Brasil e na América do Sul. Os brotos foram trazidos no final de 2018 para o Brasil e adaptados à realidade climática do país pelo botânico Leonardo Borges, de Laguna. Em agosto de 2019, foram iniciados os plantios das primeiras rosas geradas em Imbituba, Laguna e Tubarão e em 2020, nas cidades de Florianópolis, Garopaba, Curitibanos, Anita Garibaldi e Lages.

Livro terá edição trilíngue

Com previsão de lançamento oficial no Brasil em março, Dois Mundos e Uma Rosa para Anita é uma obra original lançada em 2016 na Itália. Reeditada pelo CulturAnita, o livro trará novos conteúdos em espanhol e português, junto com o idioma italiano.  A primeira edição falava apenas sobre a Rosa de Anita, explicando as razões de sua criação e adoção como símbolo dos 200 anos. Na edição trilíngue, novos conteúdos foram adicionados.

Entre os textos que compõem as 270 páginas, Andrea Antonioli (diretor do Museu Renzi) e Giampaolo Grilli discorrem sobre a construção do “mito” Anita, enquanto que a bisneta da heroína, Annita Garibaldi, faz um longo relato acerca da “primeira Anita”. Cadorin também apresenta artigo sobre a fisionomia de Anita.

Antonioli e Cadorin organizaram a obra, com contribuição textual de Grilli, Annita Garibaldi, Alessandro Ricci e Giovanni Tesei, e poesia de Maria Gabriella Conti. O livro tem apresentações de Dario Franceschini (ministro dos Bens e Atividades Culturais da Itália), Andrea Belluzzi (secretário de Estado de San Marino), Júlio Garcia (ex-presidente da Alesc) e outras autoridades nacionais e internacionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário