quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Eleições 2018:


Região contará com mais de 900 urnas e 3,6 mil mesários, 332 em Imbituba, Garopaba, Imaruí, Laguna e Pescaria Brava

As eleições de domingo (07) vão movimentar o país não apenas em número de eleitores e candidatos. Apenas na região, serão 3.654 mesários que irão trabalhar – voluntariamente ou convocados – no dia 7 de outubro, auxiliando a votação nas seções eleitorais. Em Tubarão, serão 916, divididos entre a 33ª Zona Eleitoral e a 99ª Zona Eleitoral.

Na 20ª Zona Eleitoral, que compreende os municípios de Laguna e Pescaria Brava serão 138 urnas, 110 em Laguna e 28 urnas em Pescaria Brava.

Na 62ª Zona, que compreende a cidade de Imaruí, serão 32.

Na 73ª Zona Eleitoral, composta pelas cidades de Imbituba e Garopaba, serão 162 urnas, 107 em Imbituba e outras 55 na cidade de Garopaba.

Ao todo, 918 urnas serão utilizadas nos locais de votação. Tubarão, maior município da região da Amurel, terá 229 urnas nas duas zonas eleitorais. Na região, são cinco zonas eleitorais - Tubarão, Braço do Norte, Laguna, Imaruí e Imbituba -, que compreendem os 18 municípios da Amurel.

Conheça a ordem de votação na urna eletrônica para as Eleições 2018
Para não esquecer os números dos seus candidatos no momento da votação, a Justiça Eleitoral disponibiliza a chamada “cola eleitoral”, que pode ser levada à cabine de votação.

Conheça a ordem de votação na urna eletrônica para as Eleições 2018:

No dia 7 de outubro, os eleitores terão que votar em seis candidatos para os cinco cargos em disputa nas Eleições 2018, na seguinte ordem: deputado federal, deputado estadual ou distrital, dois senadores, governador e presidente da República.
Para não esquecer os números dos seus candidatos no momento da votação, a Justiça Eleitoral disponibiliza a chamada “cola eleitoral”, que pode ser levada à cabina de votação.
É importante digitar o número de cada candidato com atenção e conferir a foto do político escolhido antes de apertar a tecla “Confirma”. Caso ocorra algum erro, o eleitor pode apertar a tecla “Corrige” antes de finalizar o processo e digitar o número novamente.
Para votar no deputado federal, o eleitor terá que digitar quatro números na urna eletrônica e, em seguida, apertar a tecla “Confirma”. Para o cargo de deputado estadual ou distrital, será necessário digitar cinco números e, novamente, apertar a tecla “Confirma”.
A escolha seguinte será de senadores. Como o Senado terá uma renovação de 2/3 de seus integrantes, neste ano o eleitor deve escolher dois candidatos. No caso, será necessário digitar três números na urna e apertar a tecla “Confirma” para votar para a primeira vaga. O mesmo processo deve ser repetido para a escolha do segundo candidato. O eleitor deve estar atento: se o mesmo número for digitado para os dois cargos de senador, o segundo voto será anulado.
Já se encaminhando para o fim, o eleitor deverá registrar o voto para governador e, por último, presidente da República,  com dois dígitos.
Depois de concluída a etapa de votação, a urna fará a gravação, criptografia e assinatura digital do voto. Feito isso, a palavra “FIM” aparecerá na tela, e a urna emitirá um sinal sonoro. A votação, portanto, estará concluída com sucesso.
Clique aqui para assistir ao vídeo com passo a passo a ser seguido na votação na urna eletrônica no dia das eleições.

Voto legenda

O voto em legenda pode ser dado ao partido somente no sistema proporcional, ou seja, para os cargos de deputado federal e deputado estadual/distrital. Se o eleitor desejar votar apenas no partido, sem especificar qual dos candidatos da legenda ele busca eleger, basta digitar os dois algarismos que identificam agremiação política e apertar “Confirma”. Dessa forma, o eleitor ajudará o partido de sua preferência a conquistar mais vagas no legislativo, sem escolher um candidato específico para preenchê-la.

Nenhum comentário:

Postar um comentário