terça-feira, 30 de agosto de 2016

TERMINAL PESQUEIRO DE LAGUNA RECEBE INVESTIMENTOS DA CODESP


No dia de ontem (29), Laguna sediou um encontro inédito que pode ter definido o futuro desta cidade. Nas dependências do Porto de Laguna reuniram-se os conselheiros integrantes do CONSAD – Conselho de Administração da Companhia Docas de São Paulo, com o objetivo de discutir e aprovar diversas intervenções que doravante deverão ser feitas na área portuária de Laguna.
O Porto de Laguna pertence ao Governo Federal que delega a administração à CODESP – Companhia Docas do Estado de São Paulo que também pertence ao Governo Federal. O CONSAD, que nunca havia se reunido fora de Santos, é formado por representantes de vários Ministérios e por representantes dos funcionários, dos empresários do setor e dos acionistas minoritários. A reunião foi conduzida pelo presidente do CONSAD Noel Giacomitti com a participação dos demais Conselheiros: Jorge Leite, Marcio Calves, Egeferson Craveiro, Julio Boada e do Diretor Presidente da CODESP – Alex Oliva.
Dos diversos projetos e investimentos que foram autorizados serem feitos na área portuária, destacam-se a continuidade da recém iniciada modernização e implantação de programa de gestão portuária; elaboração de estudos para executar o derrocamento das pedras existentes no fundo da Barra; dragagem do canal e da bacia de evolução do terminal pesqueiro; elaboração de estudos para a implantação na área portuária de um distrito industrial de empresas afins com a vocação pesqueira e a instalação de uma unidade com cursos universitários afins com a pesca.
Segundo o Presidente Alex Oliva, uma vez autorizada pelo Conselho, a CODESP deverá iniciar no mais breve tempo possível as ações que visem as execuções que irão criar as bases para transformar o Porto de Laguna no maior porto pesqueiro nacional.
Trata-se de atenção que a comunidade lagunense aspira desde muitas décadas e que não beneficiará apenas a cidade Juliana, mas toda a Região Sul, pois juntando com o porto Cargueiro de Imbituba, o Aeroporto Regional de Jaguaruna e a recente duplicação da BR 101, o Porto Pesqueiro de Laguna completará a infraestrutura básica para oferta de investimentos que haverão de alavancar a economia, elevar a renda da população, ofertar empregos e elevar os combalidos índices da economia regional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário