quinta-feira, 21 de abril de 2016

Primeiro encontro de surdos de Laguna

Com o intuito de quebrar o tabu de que surdos não aprendem e que não são capazes, um grupo de professores e pessoas com deficiência auditiva estão organizando o primeiro encontro de surdos de Laguna, no próximo dia 23, a partir das 8h, no auditório da Udesc.
No município, de acordo com dados dos organizadores são aproximadamente 60 surdos. Pais, amigos e professores estão sendo convidados para o encontro. Todos os palestrantes são surdos, alguns com pós- doutorado, professores de cursos de letras/libras e autores de vários livros. O objetivo é mostrar exemplos de pessoas surdas renomadas para as famílias e a sociedade e tentar quebrar esteriótipos. 
O aprendizado dos surdos passa pela língua de sinais, a Libras. Neste encontro a importância da mesma será enfatizada. 
A educação do surdo numa escola  bilíngue será ministrado por João Paulo Ampessan, graduado em Letras Libras e mestre em Linguística pela Ufsc, o professor é titular do Departamento de Artes e Libras da Ufsc. 
Um dos primeiros surdos do Brasil a conquistar o título de doutor Deonísio Schmitt irá apresentar os caminhos percorridos na formação de um surdo. Ele é professor na Udesc, onde ministra aulas de Libras para diversos cursos de licenciatura e bacharelado, além de atuar na modalidade de ensino à distância para todo o Estado, por meio de videoconferências.
O professor Marcos Marquioto, licenciando em Letras/Libras na Ufsc, mostrará o papel dos profissionais que atuam na educação de surdo. 
As dúvidas sobre implante auditivo poderão ser elucidadas por Alexandre Bet R. Cardoso, professor de ensino de Libras na Universidade Federal de Santa Catarina. 
Juliana Tasca, graduada em Pedagogia pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), especialista em Educação de Surdos, autora do "As imagens do outro sobre a cultura surda", fará a antepenúltima palestra do dia sobre a importância da língua de sinais. 
As emocionantes experiências sobre o elo afetivo entre uma mãe e filho surdos serão narradas pela doutora e professora Karin Strobel, da Ufsc. 
As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas no dia do evento, sábado, dia 23. Todo o encontro terá interpretado para o português. 

Aos interessados terá certificação, emitida até 15 dias após o evento. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário