sábado, 30 de abril de 2016

Educação: Alunos participam de viagem de estudos

Com o objetivo de promover a conscientização e o envolvimento da comunidade escolar e local através de ações educativas e práticas que visem à melhoria na qualidade de vida, buscando o equilíbrio ambiental, social e econômico e enaltecendo as tradições culturais e o respeito aos recursos naturais do planeta, a Escola de Ensino Fundamental Honorata Freitas, da localidade da Barranca, desenvolveu o projeto: “Futuro: eu quero! Nós podemos quando agimos.”.

            Com isso, a Escola foi uma das participantes do Concurso: Prêmio Epagri Escola Ecologia Márcia Mortari 2015 – 9ª edição e ganhou como prêmio uma viagem de estudos na Estação Experimental da Epagri de Itajaí e no Zoológico Cyro Gevaerd em Balneário Camboriú.

            A Estação Experimental de Itajaí (EEI) é uma das 14 unidades de pesquisa da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), vinculada ao Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca, cuja missão é “conhecimento, tecnologia e extensão para o desenvolvimento sustentável do meio rural, em benefício da sociedade”.

escola no zoo teve como objetivo principal a sensibilização do aluno sobre a importância da preservação da natureza, aliando a teoria adquirida em sala de aula com a prática, estimulando o aprendizado e despertando o interesse sobre o modo de vida dos animais, alimentação, além de conhecerem curiosidades de várias espécies. Aprendendo a respeitar o meio ambiente em que vivem, a se portar diante dos animais e a compreender a importância destes seres para nossas vidas, os alunos e a comunidade tornam-se grandes aliados contra a extinção das espécies e a preservação do meio.

            A equipe de trabalho, da comunidade de Sertão do Siqueiro (Barranca) no município de Pescaria Brava, registra a satisfação com os resultados do projeto obtidos até o presente momento. Destacando que os alunos já apresentam preocupação com o descarte de resíduos que produzem e exigem das pessoas de seu convívio um cuidado maior com estes dejetos, cuidado este que antes não tinham.

“Observamos ainda o carinho e o respeito com que manipulam as plantas e preparam o solo. Eles se sentem pertencentes verdadeiramente a esse lugar e responsáveis por ele. As crianças gostam de aprender quando o aprendizado faz sentido e tem significado. A educação para o futuro sustentável pode e deve ser realizada de forma interdisciplinar”, disse Giseli da Silva, diretora da Escola.

            A participação das famílias foi fundamental e se efetivou em diversas etapas, estabelecemos parcerias, mobilização da comunidade onde a Escola estimulou ações que farão parte de rotina de trabalho anual pela dimensão que ganharam e pelo entusiasmo com que foram executados.
"Foi extremamente gratificante e significativo para todos participar deste momento comemorativo. Pelo trabalho desenvolvido e pelo reconhecimento das instituições envolvidas. Isso nos fortalece para continuarmos nosso trabalho e para desenvolvermos novos projetos direcionados para questões sociais, culturais e ambientais”, enfatizou Raquel Fernandes Costa da Silva coordenadora geral do projeto.
Participaram da viagem 23 alunos envolvidos no projeto, funcionários da escola, pais, Secretária da Educação, Cultura e Esportes Mariléa Santos, Secretária de Assistência Social Adriana Maria Jonck, Secretário de Agricultura Frederico Durante Honorato e os Extensionistas da Epagri Leonir  Funez e Noeli Catarina Pazetto.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação - Prefeitura de Pescaria Brava 
Assessoria de Imprensa - Paulo Cereja

Nenhum comentário:

Postar um comentário